Como é viver na Arábia Saudita…

Você já deve ter escutado e talvez até repetido muitas vezes a frase: Nada acontece por acaso, e assim aconteceu minha mudança para a Arábia Saudita, de forma repentina, mas com um propósito transformador, o qual eu só iria descobrir um tempo depois.

Moro no reino desde maio/2016, já enfrentei muitas dificuldades externas e internas, e vou contar para você como é a vida de uma expatriada, num país rico em cultura, em diversidade, em temperos e principalmente, com uma visão de mundo tão diferente da nossa.

Certamente a maior dificuldade de uma mulher na Arábia é o fato de não poder dirigir, em junho/2018 o príncipe Mohammed Bin Salman (ou seja, Mohammed filho de Salman) liberou a licença feminina para dirigir, porém estamos em fase de adaptação com isso ainda, eu mesma optei por esperar um pouco.

Outra dificuldade, e essa particular minha talvez, é aprender a admirar a paisagem árida do deserto, nascida no interior de São Paulo, passei grande parte da minha infância entre pescas, cachoeiras, praia, horta e animais. Aprender a apreciar a paisagem desértica foi o primeiro desafio encontrado por aqui, pode parecer bobeira, mas quando você deixa de ver todo aquele verde lindo do Brasil, você percebe a falta que ele te faz.

Muitas pessoas me questionam sobre o clima, por aqui faz muito calor, muito mesmo, em torno de 46°C nos meses de julho, agosto e setembro que é o verão, lembrando que as estações são inversas as do Brasil, já que estamos ao norte da linha do equador. No restante do ano as temperaturas são muito agradáveis, com exceção das tempestades de areia, que são assustadoras. Se quiser ver vídeos de algumas tempestades, me segue no instagram @protocolodeviagem, que quando elas acontecem posto vídeos por lá. No geral o clima não é um problema, o país é muito preparado, absolutamente todos os lugares têm ar condicionado.

O árabe é comerciante nato, tudo deve ser discutido, tudo será questionado e tudo será um pouco mais enrolado do que o programado, é o tal “Inshallah”, quando eles não têm uma resposta definitiva, eles usam o Inshallah, ou seja, se Deus ou Allah quiser. A melhor solução para se adaptar em um país tão diferente é, sem dúvida, flexibilidade e bom humor. Esses dias acabou a água na minha casa, e eu liguei na portaria do condomínio para perguntar se eles tinham uma ideia de quando voltaria, se era algum problema interno, enfim, o rapaz da portaria me respondeu: Inshallah em 20 minutos, talvez uma hora e meia! Eu ri e agradeci.

Como eu disse no primeiro parágrafo, o país é muito rico em cultura, mas por hoje eu vou encerrar por aqui, em breve faço um post falando sobre a religião e sobre os temperos maravilhosos!

Beijinhos

Diene Buffon

7 comentários em “Como é viver na Arábia Saudita…

  1. Gostei… vou passar por aqui sempre! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eduardo Alaor Godoy 13 de janeiro de 2019 — 09:27

    Já não suporto o valor daqui do Brasil…
    Inshallah eu mudasse para Suíça!
    Kkkkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eduardo Alaor Godoy 13 de janeiro de 2019 — 09:28

    *Quis dizer CALOR.

    Curtido por 1 pessoa

  4. A cada dia mais apaixonada pelos posts.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close